quinta-feira, outubro 19, 2006

Quase invisível

Uma equipe de pesquisadores americanos e britânicos criou uma capa de invisibilidade. Só que para microondas.

No experimento, os cientistas tentaram detectar um cilindro de cobre camuflado com a capa usando radiação de microondas. Assim como a luz e o radar, as microondas refletem nos objetos, possibilitando a detecção por instrumentos. Em tese, se um corpo pode "desaparecer" para as microondas, pode também sumir dos radares, algo de muito interesse para as forças armadas.

A camuflagem é diferente da tecnologia "stealth", que não torna um avião invisível, mas reduz a detecção por radar. A camuflagem simplesmente permite que as ondas eletromagnéticas passem em torno do objeto, como se ele não existisse, como a água de um riacho passando em volta de uma rocha.

Conceitualmente, a chance de adaptar essa idéia para a luz visível é boa, embora seja um grande desafio para a engenharia. A capa ainda precisa de vários ajustes, pois atualmente ela só funciona em duas dimensões, além de permitir que se forme uma pequena sombra. Os pesquisadores esperam produzir uma versão melhor em breve.

O olho humano detecta os objetos pois capta a luz que estes refletem. A camuflagem reduz tanto a reflexão como a sombra, impedindo a detecção. O dispositivo funciona desviando a luz em torno do objeto a ser escondido. Com isso, é possível ver o que há atrás da camuflagem. Quando a tecnologia atingir o estágio ideal, a reflexão será desprezível e não haverá sombreamento. Este primeiro experimento indica que, conceitualmente, a camuflagem é viável.

Além de esconder objetos, o redirecionamento de ondas eletromagnéticas pode ser útil também para proteger materiais eletrônicos sensíveis de radiação nociva.

Um comentário:

Renata disse...

Quero uma capa de invisibilidade igual a do Harry Potter. =D Gostei do novo sistema de comentários, com a janelinha aparecendo. Ficou bem melhor. Bjs!