sexta-feira, maio 11, 2007

Muito Quente

Perto dele até algumas estrelas parecem frias. O mais quente dos planetas já descobertos teve sua temperatura calculada por pesquisadores norte-americanos. O HD 149026b, localizado a 279 anos-luz da Terra, chega a 2.000ºC, o equivalente a três vezes a temperatura de Mercúrio.


Utilizando o telescópio espacial Spitzer, da agência espacial Nasa, a equipe da Universidade da Flórida Central, determinou a quantidade de luz emitida pelo planeta e, a partir daí, conseguiu estimar a temperatura. O exoplaneta absorve praticamente toda a luz estelar que chega à sua superfície e a irradia de volta para o espaço na forma de radiação infravermelha.

Para ter tamanho grau de absorção, o planeta, localizado na constelação de Hércules, deve ter a superfície escura como carvão, emitindo uma tênue luz vermelha, como se fosse uma grande esfera incandescente.

Segundo o estudo, o HD 149026b contém níveis de elementos pesados mais altos que todos os planetas do nosso Sistema Solar combinados. Apenas seu núcleo deve ter mais de 90 vezes a massa da Terra.

Descoberto em 2005, é um pouco menor que Saturno, que tem cerca de nove vezes o diâmetro da Terra. De acordo com os cientistas, o HD 149026b está fora da escala de temperatura esperada para planetas. Ou seja, não se sabe como o planeta ficou tão quente.

Uma hipótese, de acordo com cientistas, é que existam na atmosfera do planeta metais como titânio e vanádio em suas formas gasosas. Esses metais apresentam alta capacidade de absorção de luz visível. A hipótese é reforçada pelo fato de que o HD 149026b orbita uma estrela muito rica em metais, o que explicaria a abundância de metais pesados no planeta.

Um comentário:

Vieira Calado disse...

Muito interesssante.
Como sempre.
Um abraço.