segunda-feira, fevereiro 26, 2007

Mentiras Online

Cientistas da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, disseram ser capazes de identificar uma mentira contada por email.Analisando cinco características comuns a textos falaciosos, eles identificaram 'pistas' que usuários cometem ao tentar passar adiante suas lorotas no texto escrito.

Segundo eles, a margem de acerto nos testes é de cerca de 70%.De acordo com a edição desta segunda-feira do jornal Daily Mail, os conhecimentos podem ser condensados em um programa de computador disponível já a partir do próximo ano.

Textos falsos têm, por exemplo, 28% mais palavras que textos verdadeiros, descobriram os cientistas.No entanto, a ocorrência de frases casuais, que possam despertar ambigüidade, é bem menor nos primeiros que nos segundos, eles observaram.

Mais detalhadas que as verdades, mentiras são contadas através do que os pesquisadores chamaram de "expressões de sentido" - como "sentir", "ver", e "tocar" - usadas para criar um cenário que nunca existiu. Mentirosos desconfortáveis com sua pirraça tendem ainda a usar alavras com sentido negativo, como "triste", "estressado", "irritado", afirmaram os cientistas. E, finalmente, tentam se distanciar de seu embuste usando pronomes de terceira pessoa, como "ele" e "ela".

O 'detector digital de mentiras' poderia ser usado para identificar fraudes financeiras e criminosos planejando crimes online.

Um comentário:

Renata disse...

Legal, é bom criar maneiras de combater os mentirosos virtuais. Beijinhos.