quarta-feira, janeiro 31, 2007

Segredos dos Faraós

Uma equipe da Universidade de Manchester está viajando para a Península do Sinai, no Egito, para pesquisar como os egípcios adquiriam conhecimentos sobre remédios.
Eles vão comparar vestígios de plantas encontrados em tumbas milenares com espécies modernas de plantas da região e outras usadas por tribos - como os beduínos, por exemplo. Os egípcios usavam remédios naturais. Por exemplo, mascavam casca de salgueiro, que contém propriedades similares às da aspirina. Ou usavam mel para curar feridas.
O foco do projeto será tentar descobrir de onde vinha este conhecimento.

Os cientistas sabem que havia extensas rotas comerciais ligando o Egito Antigo a outras regiões.
Os pesquisadores vão trabalhar em associação com o Projeto de Conservação das Plantas Medicinais Egípcias no Sinai.
O objetivo do projeto, que conta com a cooperação de beduínos locais, é preservar a biodiversidade da região.

Um comentário:

Renata disse...

Bem interessante esse projeto! Beijinhos!